ARTROSE

O que é?

O ligamento é um estabilizador passivo de uma articulação com principal função de impedir um deslocamento anormal entre dois ossos. No joelho, existem quatro ligamentos: os cruzados anterior (LCA) e posterior (LCP) e os colaterais medial (LCM) e lateral (LCL). Quando existe a ruptura de um destes ligamentos, o joelho pode se tornar instável e gerar episódios de falseio, dor e inchaço.

A artrose no joelho é um tipo de comprometimento grave desta articulação que provoca sinais como:

  1. Dor no joelho após esforços e melhora com o repouso: numa fase mais avançada, as dores podem impedir o indivíduo de dormir à noite
  2. Rigidez ao se levantar da cama de manhã ou após longos períodos de repouso: geralmente, passa após 30 minutos ou quando começam as atividades normais do dia
  3. Presença de estalos ao movimento ou “crepitações”
  4. Inchaço e calor: geralmente na fase inflamatória
  5. Sensação de aumento de tamanho do joelho: devido ao crescimento dos ossos ao redor do joelho
  6. Movimentos mais limitados: especialmente esticar o joelho totalmente
  7. Dificuldade em apoiar a perna no chão
  8. Músculos da coxa mais fracos e mais atrofiados
  9. Nestes casos é muito comum que os dois joelhos sejam afetados, mas seus sintomas podem ser diferentes de um para o outro e isto se deve ao grau de comprometimento de cada articulação.

Com o passar do tempo, essa doença do joelho vai piorando e começam a surgir sintomas como deformidades da articulação e muitas dores, fazendo com que o paciente tenha dificuldade para andar e maior tendência a mancar.

Como identificar e tratar a artrose no joelho

O que pode provocar esta alteração

As principais causas da artrose no joelho podem ser:

  • Desgaste natural da articulação, que ocorre devido à idade;
  • Estar muito acima do peso;
  • Traumatismo direto, como cair de joelhos, por exemplo;
  • Doença inflamatória associada ao uso indevido da articulação.

Este problema afeta principalmente pessoas com mais de 45 anos, mas, se o indivíduo estiver muito acima do peso ou tiver alguns destes fatores de risco, por exemplo, pode desenvolver uma artrose ainda jovem, por volta dos 30 anos de idade.

Pessoas com artrose no joelho podem sentir mais dor durante o inverno e a dor pode surgir quando o tempo muda e a chuva está chegando.

Como é feito o tratamento

O tratamento para artrose no joelho pode ser feito com medicamentos analgésicos, anti-inflamatórios e suplementos alimentares que ajudam na restauração da articulação. Além disso, é importante realizar fisioterapia e, nos casos mais graves, pode-se recorrer à infiltração com corticoides ou até mesmo a uma cirurgia, que pode ser uma artroscopia, por exemplo.

Exercícios para artrose

Alguns exemplos de exercícios para artrose no joelho são o alongamento dos músculos das pernas, que pode ser feito sozinho pelo próprio paciente ou com a ajuda do fisioterapeuta, e andar de bicicleta. Mas, é importante que seja o fisioterapeuta a indicar estes exercícios, pois, quando realizados de forma errada ou quando a articulação ainda encontra-se muito dolorida, eles podem agravar a doença.

Fisioterapia

A fisioterapia para artrose no joelho deve ser realizada preferencialmente todos os dias, nos momentos de maior dor. O fisioterapeuta deverá avaliar a articulação e traçar o melhor tratamento, respeitando as limitações do indivíduo. Nas sessões pode-se utilizar aparelhos anti-inflamatórios, exercícios de alongamento muscular e de fortalecimento.

Cirurgia

A cirurgia é indicada quando a pessoa não apresenta melhora dos sintomas, continuando com dor, dificuldade de subir escadas e abaixar, mesmo depois de meses de tratamento convencional, com remédios, corticóides e fisioterapia.

A operação pode ser feita retirando o joelho e colocando uma prótese em seu lugar. Depois disso a pessoa geralmente se recupera completamente, mas é preciso fazer sessões de fisioterapia se acelerar a recuperação. Saiba como é feita e quanto tempo demora a recuperação.